Mineração

A CSN Mineração S.A., principal controlada da CSN no setor, é a segunda maior exportadora de minério de ferro do Brasil e a sexta do mundo.

Os ativos de alta qualidade da CSN Mineração encontram-se no Quadrilátero Ferrífero, com destaque para a mina Casa de Pedra, em Congonhas (MG).

Os produtos do minério de ferro destinados à exportação são transportados pela MRS até o Porto de Itaguaí (TECAR), no Estado do Rio de Janeiro.

Além disso, a CSN possui a mina de Arcos, também em Minas Gerais, que produz três tipos de calcário, usados como matéria-prima para a fabricação de aço e para a produção de clínquer, principal insumo para o cimento.

Em Rondônia, a ERSA, controlada da CSN, produz estanho, matéria-prima da folha de flandres.




Fluxo de produção - Mineração


Mina

A mina de Casa de Pedra, situada em Congonhas, Minas Gerais, é considerada um dos maiores complexos mineradores a céu aberto do Brasil. A extração do minério de ferro ocorre através da perfuração da rocha. Explosivos são colocados nos furos feitos nas rochas para que seja realizada a fragmentação do minério.

Movimentação de Mina

Diariamente, escavadeiras e pás carregadeiras retiram toneladas de minério de ferro da Casa de Pedra. O material retirado (lavrado) é despejado nos caminhões fora de estrada, que fazem o transporte para as plantas de britagem, beneficiamento e pilhas de estéril.

Beneficiamento

Os blocos de minério são transportados para o britador primário onde são reduzidas as partículas de poucos milímetros. Esta é a primeira etapa do beneficiamento de minério. Após a britagem, o minério é direcionado à etapa de classificação.

Classificação

Após o beneficiamento, o minério deve ser classificado segundo a sua granulometria e características químicas. São três as categorias de produtos

Carregamento

Depois de produzido, o minério segue pelas correias transportadoras até os pátios de estocagem. As pilhas de minérios são posteriormente movimentadas por retomadoras, que transportam o minério para o carregamento nos trens.

Transporte Ferroviário

Após esse processo, o trem inicia seu percurso até o Tecar em Itaguaí, Rio de Janeiro. Após chegar no Porto, o trem é descarregado por meio dos viradores de vagões.

Estocagem no Porto

O minério é armazenado, por meio de correias e empilhadeiras, nos pátios de estocagem do Porto de Itaguaí.

Exportação

O minério é retirado dos pátios de estocagem por meio de retomadoras, para os porões dos navios no terminal portuário de Itaguaí, que os transportam para outros países.

Relatórios de Impacto Ambiental - Resolução SEMAD 2.683/2018

A CSN Mineração S.A., com o objetivo de reafirmar seu compromisso com a transparência das informações relativas a suas atividades, disponibiliza em seu site os estudos ambientais de seus projetos mais relevantes. Por meio dessa ferramenta, os Relatórios de Impacto Ambiental (RIMA) ficarão disponíveis durante o período de tramitação dos respectivos processos de licenciamento, permitindo, em virtude da linguagem clara e objetiva com que são elaborados, que todos conheçam impactos decorrentes da implantação e operação do empreendimento, as medidas mitigadoras a serem adotadas e os benefícios gerados. Para acessar o RIMA referente ao Projeto Relatório de Impacto Ambiental da Pilha de Estéril do Batateiro 3A, clique aqui e referente ao projeto Relatório de Impacto Ambiental da Pilha de Rejeito do Fraile 2, clique aqui. Para acessar a Planta de Itabiritos 10Mtpa, clique aqui. Para acessar o EIA - Estudo de Impacto Ambiental referente à Planta de Itabirito 10Mtpa, em análise na SUPPRI, processo COPAM 103/1981/093/2018, acesse aqui: Volume I, Volume II, Volume III, Volume IV, Volume V, Anexos, Anexos volume I, Anexos volume II e ART.

A segurança da Barragem Casa de Pedra

Como funciona a segurança da Barragem Casa de Pedra?

A estrutura da Barragem Casa de Pedra cumpre com todas as normas de segurança existentes, encontra-se devidamente autorizada a operar por todos os órgãos competentes e, dessa forma, não apresenta qualquer tipo de risco. A segurança da barragem, construída pelo método de alteamento a jusante, foi atestada por auditorias independentes de renome. Cabe destacar que a Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) da estrutura foi protocolada no Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG) e na Agência Nacional de Mineração (ANM), via SIGBM (Sistema Integrado de Gestão de Barragens de Mineração da ANM), conforme Resolução Nº 4 da ANM, no dia 11 de março de 2019, sem qualquer pedido de postergação de prazo. Ressalta-se, ainda, que a CSN Mineração está na vanguarda do tratamento de rejeitos, com investimento de 250 milhões de reais na tecnologia de empilhamento a seco.

Qual é o método de construção da Barragem Casa de Pedra?

A barragem de contenção de rejeitos Casa de Pedra foi construída e alteada a jusante com estrutura composta por solo compactado e resistente como argila e silte (fragmentos de rocha ou partículas menores do que um grão de areia, que entram na formação do solo ou de uma rocha sedimentar). Essa é a mesma técnica empregada na construção de grandes barragens de usinas hidrelétricas. Entre as vantagens do método construtivo a jusante podemos destacar a redução nos riscos de liquefação, a menor probabilidade de rupturas internas e um eficiente sistema de drenagem. Além disso, é importante reforçar que o dique de partida foi construído sobre um terreno natural, sustentando melhor a estrutura.

Como é feito o monitoramento da segurança da Barragem Casa de Pedra?

A CSN Mineração está sempre em busca de soluções que aperfeiçoem as inspeções de suas barragens. Diante de exigências cada vez mais rigorosas e da necessidade de monitoramento em tempo real com maior rastreabilidade e confiabilidade das informações, a Companhia investiu em uma tecnologia que possibilita fazer a gestão de todo o ciclo de vida das barragens e abrange desde o projeto, passando pela construção, operação até a desativação das estruturas. As informações coletadas são analisadas pelos profissionais de geotecnia, que emitem relatórios quanto às condições de cada estrutura, além de colaborar na gestão dos planos de segurança das barragens, auditorias independentes, inspeções das estruturas, monitoramento dos instrumentos de auscultação, tratamento de anomalias e atendimento a exigências e recomendações dos órgãos fiscalizadores e demandas internas.

Em que consiste o novo sistema de produção de filtragem a seco?

Atualmente, a CSN Mineração realiza a filtragem de 45% do material gerado durante o processo de beneficiamento da Planta Central (PC) e da planta de Concentração Magnética de Alta Intensidade (CMAI I) e o empilha a seco. Isso reduziu a necessidade de disposição de rejeito pelo método convencional em barragens. Até o fim do ano, a empresa deverá processar 100% do seu minério a seco, descartando a utilização de barragens para o processo produtivo. Com investimento de 250 milhões de reais, esse é o maior empreendimento do tipo no Brasil. Entre as vantagens proporcionadas pela tecnologia estão a redução de impactos ambientais, o aprimoramento da segurança nas questões técnicas e o reaproveitamento de grande quantidade da água presente nos rejeitos, que são armazenados a seco.

Como é realizado o processo de filtragem?

Após serem enviados para a planta de filtragem, os rejeitos passam pelo processo de adensamento em cones decantadores, com a adição de floculantes. Os cones decantadores ainda recebem o licor filtrado proveniente dos filtros e, por meio do fenômeno de separação sólido-líquido que ocorre no seu interior, há a recuperação de 90% da água, que é recirculada e retorna ao processo de beneficiamento. O material adensado segue para um tanque de homogeneização e, em seguida, é enviado aos filtros sob alta pressão. Durante o prensamento, acontece a redução da umidade e a formação de placas de rejeitos prensados, que são descarregados em correias transportadoras e transferidos para a pilha de carregamento. Posteriormente, o material filtrado é transportado por caminhões para constituir as pilhas definitivas de material a seco.

A População da cidade de Congonhas/MG está ciente da segurança da Barragem de Casa de Pedra?

A CSN Mineração fez diversas reuniões com os moradores dos bairros Cristo Rei e Residencial Gualter Monteiro, em Congonhas, transmitindo aos mesmos todas as informações a respeito da Barragem de Casa de Pedra. Mais do que isso, a CSN Mineração tem promovido visitas dos moradores à própria barragem. Eles sobem no maciço, assistem a palestras sobre a barragem e visitam toda a estrutura. Além disso, a CSN instalou sirenes de alerta nos bairros, implantou pontos de encontro e rotas de fuga. A empresa também realizou dois simulados de acidentes com os moradores. Neste momento, está distribuindo cartilha informativa à população, a fim de que, conhecendo melhor a estrutura e segurança da barragem, possa se sentir mais tranquila. Todas essas mesmas informações foram levadas às autoridades locais.

Última Atualização em 13 de Junho de 2019

Voltar Topo